Cinco nomes de grande fama e respeito competem para um prêmio que muitos dizem já ter dona.

 

 

As indicadas:

Brothers and Sisters (Sally Field – “History Repeating”)
The Closer (Kyra Sedgwick – “Manhunt”)
Damages (Glenn Close – “Pilot”)
Law and Order: Special Victims Unit (Mariska Hargitay – “Undercover”)
Saving Grace (Holly Hunter – “Tacos, Tulips, Duck and Spices”)

Previsões: 4/5. Prevendo Jeanne Tripplehorn ao invés de Holly Hunter.

 

SPOILERS a seguir:

  • Sally Field (Brothers and Sisters – “History Repeating”)

 

Vencedora ano passado, Sally Field vêm esse ano com uma submissão um tanto quanto similar a sua submissão anterior. Se “Mistakes Were Made” lidava mais com o desespero de ter seu filho sendo enviado à guerra, “History Repeating” lida justamente com o seu sofrimento pós-guerra do Justin que se nega a tomar remédios para dor.

Sua submissão até então não parece ter agradado a todos, no meu ponto de vista a Field acertou em cheio. Além de já ser um episódio impactante por si só, tendo visto a submissão da Field ano passado os votantes não vão ter problema em compreender a história e terão muito mais facilidade de absorver seu conteúdo. Field é uma atriz respeitadíssima e o Emmy não tem problema algum em premiar atores em anos consecutivos.

Contra ela está seu próprio seriado (Brothers & Sisters) que não parece existir na cabeça dos votantes e o fato de que não é a única veterana na disputa pelo prêmio.

 

  • Kyra Sedgwick (The Closer – “Manhunt”)

 

Tenho grande dificuldade em entender essa escolha de submissão da Sedgwick, com tantos outros episódios mais impactantes e bombásticos para escolher (“Homewrecker”, “Ruby”, “Blindsided” e “Til Death Do Us Apart”) “Manhunt” não me parece ser um episódio capaz de rendê-la uma vitória, especialmente num ano onde todas as demais concorrentes tem fortes submissões.

Sua atuação aqui vai ter mais impacto para alguém que acompanha o seriado regularmente e que vem torcendo pelo namoro entre a Brenda e o Fritz der certo e a idéia da Brenda estar entrando em menopausa foi abordada de forma muito mais cômica que dramática.

 

  • Glenn Close (Damages – “Pilot”)

 

Ler aqui.

 

  • Mariska Hargitay (Law & Order: Special Victims Unit – “Undercover”)

 

Deixo que claro que apesar de nunca ter adorado SVU, fiquei impressionado com a falta de qualidade dessa temporada, com tantos outros bons dramas policiais na TV, SVU é de fazer vergonha com seu roteiro enfadonho e insosso.

E foi justamente por isso que fiquei surpreso quando terminei de assistir “Undercover”, a Hargitay deu show de atuação nesse aqui um dos episódios mais tensos que a série já teve. Além do plot ser extremamente favorável a ela, a Hargitay é quase estuprada no episódio e a cena com certeza terá impacto grande.

 

  • Holly Hunter (Saving Grace – “Tacos, Tulips, Duck and Spices”)

 

Tenho uma birra enorme com esse seriado, mas deixando isso de lado acredito que seria injusto não gostar da Hunter nesse episódio. Sua personagem (extremamente irritante, diga-se de passagem) tem que encarar o padre que a molestou quando criança. A Hunter faz aqui tudo que sempre faz na série: grita, chora, fuma e xinga.

A história é mais Emmy-bait impossível e a Hunter tem uma carreira extremamente bem sucedida nas costas o que pode terminar lhe tornando a vencedora da categoria, mas fica difícil de prever se os votantes irão aprovar a forma como a religião é abordada em seu seriado.

 

Quem VAI ganhar: Glenn Close tem tudo para ser a lock da cerimônia, tenho um pressentimento que no final das contas ela perde e acho nas previsões finais terei mudado de opinião.

Quem DEVERIA ganhar (baseado apenas nas submissões): 1 Sally Field 2 Mariska Hargitay 3 Glenn Close 4 Kyra Sedgwick 5 Holly Hunter

Quem DEVERIA ganhar (baseado em seu trabalho geral): 1 Kyra Sedgwick 2 Sally Field 3 Glenn Close 4 Holly Hunter 5 Mariska Hargitay

Total: 1 Sally Field (3 pontos) 2 Kyra Sedgwick (5 pontos) 3 Glenn Close (6 pontos) Mariska 4 Hargitay (7 pontos) 5 Holly Hunter (9 pontos)